Ano letivo 2013/2014

Trabalho desenvolvido pela Terapeuta da Fala Ana Luísa no ano letivo 2013/2014

Durante este ao letivo, tive a oportunidade de colaborar em duas valências da ASSOL, a Intervenção Precoce na Infância (IP) e o Centro de Recursos para a Inclusão (CRI).

No que diz respeito à IP, colaborei nas Equipas Locais de Intervenção Local (ELI) de Vouzela e de Tondela, sendo que a ELI de Vouzela dá resposta a crianças em risco de atraso de desenvolvimento dos 3 concelhos (Oliveira de Frades, Vouzela e S. Pedro do Sul). Apoiei diretamente, em sessões individuais, 12 crianças da ELI Vouzela e 7 crianças da ELI Tondela. Fui responsável de caso de 5 crianças, tendo acompanhado 2 delas a Consulta de Desenvolvimento no Centro Hospitalar Tondela-Viseu. Participei na negociação, elaboração e implementação dos Planos Individuais de Intervenção Precoce (PIIP) de cada criança apoiada, reunindo sempre que necessário com a família, educadores e restantes intervenientes. Participei nas reuniões das ELI´s, para discussão de casos e realização de primeiros contactos com famílias. Colaborei nas avaliações dos casos referenciados, elaborando avaliações de terapia da fala às crianças sinalizadas com problemas de comunicação, elaborando os relatórios necessários. Realizei atividades de consultoria às educadores e famílias das crianças que, tendo alterações na comunicação não puderam usufruir de apoio direto em terapia da fala.

No que se refere ao trabalho desenvolvido no CRI, este foi feito em colaboração com os Núcleos de Educação Especial dos Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades e de São Pedro do Sul. Foram apoiadas diretamente, em sessões individuais, um total de 19 crianças. Também colaborei com a elaboração e implementação dos Programas Educativos Individuais e estive presente em reuniões dos Núcleos de Educação Especial, sempre que foi considerado pertinente. Foram realizadas, ao longo do ano, 10 avaliações em terapia da fala e integrei a equipa multidisciplinar, colaborando em 3 avaliações por referência à CIF. No final do ano letivo foram elaborados relatórios síntese do trabalho desenvolvido e da evolução de todos os alunos apoiados.

Participei em todas nas reuniões mensais, realizadas na ASSOL (IP e CRI), para discussão de casos e de assuntos pertinentes.

A IP e o CRI são valências diferentes, sendo necessário adequar a forma de intervir e de trabalhar em cada uma. Contudo, cada um tem as suas especificidades e são desafiantes, cada um à sua maneira, o que exige aos técnicos que sejam flexíveis e adaptáveis.